A MEDITAÇÃO E A NEUROPLASTICIDADE.

O cérebro é uma constante transmissão de sinais elétricos e químicos de um lado para outro. Esta transmissão, denominada sinapse, é o processo onde a atividade de um neurônio é capaz de influenciar a atividade do outro neurônio por impulsos elétricos.

O cérebro transmite informações sensoriais para a mente, que em seguida, traduz esta informação. A mente é capaz de influenciar o desenvolvimento do cérebro do ser humano. O fato de exercitarmos mais ou menos a mente compromete o desenvolvimento do cérebro. Isto significa que o desenvolvimento da mente influencia o do cérebro, da mesma forma que o desenvolvimento do cérebro influencia o da mente.

As vias neurais do nosso cérebro não estão todas conectadas, por isso entendemos algumas coisas e outras não.

Pesquisas envolvendo Estados Ampliados de Consciência estão sendo realizadas por Richard Davidson e sua equipe na Universidade de Wisconsin e deixando evidenciado que a meditação altera a neuroplasticidade cerebral, alterando as redes de conexões sinápticas.

Meditação_cerebro

Através da expansão de experiências e práticas inteligentes como a meditação e exercícios de concentração, acendemos o arame dos nossos caminhos neurais, conectando todo o nosso cérebro, permitindo que mais informações fluam, por conseguinte, maior compreensão do que está ocorrendo.

No silêncio da meditação o cérebro dispara, permitindo com que a clareza e a paz surjam naturalmente.

Neste interessante episódio, cientistas mostram como a prática da meditação muda as sinapses cerebrais permitindo maior controle no corpo e estimulo nas partes do cérebro responsáveis por emoções saudáveis, enquanto reduzem a atividade das que produzem emoções não saudáveis.